#26 Útil para quem?

Olha que coisa louca: Você já parou para pensar que a sua disponibilidade incontrolável para ajudar, ou mudar a vida do outro pode ser uma necessidade sua (e apenas sua)?

A vida do outro não é a sua vida, então o que pode parecer quebrado e torto aos seus olhos provavelmente pode estar funcionando perfeitamente bem para o outro, sem demandar a menor interferência dos seus superpoderes do altruísmo desgovernado.

O outro pode querer ajuda para algumas coisas às vezes, mas existe um limite onde se pode ferir a autonomia das escolhas e decisões que são apenas do outro e onde a sua disponibilidade já não tem mais lugar.

Aliás, vamos refletir um pouco mais sobre este desejo louco por ser útil aos outros, ou a alguém específico. Será que é muito complicado só viver de boas, deixando-se gostar apenas por ser quem você é no lugar de viver escravizado pela vontade de ser útil ou adequado, ou o mais bacana para os outros sempre?

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s